Ser um provedor de serviço de tv por assinatura já foi algo bastante complexo, requerendo equipamentos caros e de difícil aquisição e manutenção, uma vez que esses serviços eram fornecidos ao consumidor através de tecnologias pouco acessíveis como conexões à cabo e transmissão por satélite.

Com a popularização da internet domiciliar no Brasil, a comunicação em um âmbito geral se tornou muito mais ampla e de fácil acesso. Isso gerou uma série de possibilidades que atingiram um grande número de operações, incluindo o fornecimento de TV. 

Hoje em dia existe a tecnologia de iPTV, na qual a programação de televisão é fornecida ao usuário diretamente através da internet. Além de isso facilitar, e muito, a transmissão de conteúdo, o formato abre possibilidades de interação e controle que antes o usuário não tinha. Como por exemplo assistir aos programas em multitelas ou mesmo ter acesso ao conteúdo disponível em nuvem, podendo assistir aos programas favoritos quando desejar.

Isso é uma ótima notícia para aqueles que já provém serviço de internet, já que existe a possibilidade de agregar valor ao negócio oferecendo também pacotes de TV. E como o iPTV funciona diretamente pela internet, é possível disponibilizar o serviço utilizando a infraestrutura já existente do provedor.

Nem tudo é tão simples

Mas não pense que só porque a internet possibilitou exibir a programação de forma muito mais simples que se tornar um provedor de TV é algo que não tem suas complexidades. 

E uma das principais delas é a licença de exibição dos canais. Exibir canais sem as devidas autorizações é algo que pode inclusive gerar complicações legais e até multa para o operador. 

Esse tipo de programa ocorre porque canais abertos e de programadoras não permitem

a retransmissão sem SEAC (autorização de Serviço de Acesso Condicionado) e sem autorização do canal, seja ela aberto ou fechado. Também não permitem o uso de aplicativo para smartv, tablet, pc e celular em rede pública (ott).

É possível pedir uma autorização assinada pelo proprietário do canal, permitindo a exibição dele. Porém esse é um processo que teria de ser feito com todos os canais exibidos e a resposta a essa solicitação pode demorar e muitas vezes nunca chegar!

Os seus equipamentos também precisam ser devidamente homologados pelos órgãos responsáveis.

Não há como oferecer TV aos clientes de forma descomplicada?

Por sorte, existe sim uma forma bem simples de começar a montar os pacotes de TV para seus clientes: integrar ao seu sistema uma plataforma que já vem completa.

E é exatamente isso que a OléTV pode oferecer a você.Nossa plataforma de TV para provedores é sua melhor escolha pois:

  • Nós possuímos SEAC e cumprimos todas as etapas de desenvolvimento, testes, licenças, contratos de conteúdo e homologação de fornecedores de equipamentos;
  • Temos AUTORIZAÇÃO para retransmitir canais abertos e fechados em redes iP, evitando problemas legais com os canais para o seu provedor;
  • A plataforma funciona em SET TOP BOX nacional homologado pela Anatel ou aplicativo em rede privada, gerando menor custo de ativação por assinante;

Além disso a implementação é muito rápida. Após a contratação, em menos de 30 dias a OléTV já está funcionando no seu sistema.

Diferencie-se da concorrência, ofereça mais ao seu cliente! Fale com a gente ou entre no nosso grupo de telegram.